Como saber se o peixe que você está comprando é fresco? Nós ajudamos você!

Avalie este item
(0 votos)
Como saber se o peixe que você está comprando é fresco?  Nós ajudamos você!

Como falamos no artigo anterior a inclusão de peixes em nossas refeições tem sido cada vez mais frequente. Nada melhor que um peixe saboroso preparado na hora, fresquinho. Mas será que é fresquinho mesmo? Nós da Cia do Mar damos dicas de como selecionar o peixe na hora da compra.

Seja ele fresco ou congelado, atualmente existem inúmeros métodos de conservação e transporte dos pescados, tendo como objetivo que o peixe fique fresco por muito mais tempo. Porém, se os cuidados devidos não são tomados o resultado pode ser peixes passados, disponível para consumo.

Ingerir peixe em mau estado pode causar complicações ao consumidor, como intoxicações alimentares e contaminações. Por isso é tão importante saber identificar as principais características que indicam se o peixe é realmente fresco. Mas não se preocupe que nós ajudamos você a fazer a melhor escolha na hora de escolher seu pescado.

Há algumas coisas que precisam ser observadas na hora de fazer es colha do seu peixe. São detalhes pequenos, mas que podem ser deixados passar quando não sabemos exatamente o que estamos procurando. Textura dos olhos, resistência das escamas, tudo isso pode indicar se o peixe é fresco ou não.

Como deve ser um peixe fresco?
A pele é um dos primeiros pontos a ser observado. O peixe fresco deve ter sua pele brilhante, com vida. A pele deve estar firme e úmida. Não pode haver nenhum tipo de sujeira em sua superfície. Observe se não há nenhum tipo de contaminante físico, químico ou biológico no pescado. Essa análise é muito importante para se evitar riscos ao se consumir o peixe. Moscas podem indicar algo errado. Observe se não há manchas, ou algum corte na pele do peixe.

As escamas também são ótimas para indicar se o peixe está em bom estado. Faça o teste. Puxe uma escama, se ela se soltar significa que aquele peixe não está ideal para consumo. O peixe não pode ter escamas soltas, e devem estar sempre parcialmente transparentes e com brilho.

Os olhos do Peixe também dizem muito sobre seu estado. Os olhos devem ser brilhantes, e salientes. Evite os com olhos opacos ou esbranquiçados. Pontos brancos no olho também pode ser mal sinal. Essas características não são encontradas em pescados frescos.

Observe os Opérculos e brânquias, eles devem estar úmidos e com boa aparência. O opérculo deve oferecer resistência quando tentarmos abri-lo. Ao observar as brânquias se certifique que elas estejam úmidas e brilhantes, e com um vermelho vivo.

Não opte por aquele animal que estiverem com elas rosas ou cinzas.

Outro teste pode ser feito na barriga do animal. Sua musculatura deve ser firme. Aperte a barriga do peixe, se fazer alguma marca e ela sumir rapidamente significa que o peixe é fresco, se ficar alguma marca o ideal é que você procure outro animal.

Sabemos que os peixes tem cheiro forte, mas um peixe passado tem cheiro diferente. Os peixes frescos cheiram maresia. Por isso o odor é uma outra maneira de identificar se há alguma coisa errada com aquele pescado.

E se o peixe for congelado? Como escolher?
Caso escolha um peixe congelado, observe se a temperatura em que ele está armazenado é a temperatura indicada pelo fabricante. Você encontra esse dado na embalagem. Se notar que o peixe pode estar mole, ou a embalagem conter líquidos, opte por outro animal. Isso pode indicar que ele já tenha passado por um processo de descongelamento.

Gostaram das dicas que separamos para vocês? Seguindo essas dicas na hora de escolher com certeza você irá levar para casa um pescado fresquinho para sua refeição.

Compartilhe nas redes sociais:

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.